FANDOM


Parte 1Editar

Narrador: As Crônicas de Meap. Estrelando Lorenzo Lamas como Meap. Episódio 38, "Meap Somente Para Seus Olhos".
(A cena é cortada para Phineas segurando um lançador de beisebol no quintal)
Phineas: É o fundo do nono inning, as bases estão completas. Agora só falta o arremesso final de Ferb, o faz curvas. Ela faz curvas.
(Ferb cospe no chão. Ele arremessa a bola com um lançador de beisebol, e manipula p caminho dela)
Phineas: E temos um striii-striii-striii-striike! E o público vibra com isso! (Ele comemora)
(Perry está vestindo um boné de beisebol e um dedo de espuma, parecendo tão entediado como ele normalmente faz)
Phineas: É, parecia que estava fora, mas depois ela acabou na minha mão. Aprendam a lição, fãs do beisebol: nunca julguem um livro pela capa.


(Na sala, Candace está olhando para uma linha de livros)
Candace: Chato, monótono, maçante, um tédio, cansativo e maçante.
Linda: Obrigada pela crítica perspicaz dos livros que você nunca leu.
Candace: Mãe, por isso livros tem capas; para serem julgados. Por que escolheu esses aqui na biblioteca?
Linda: Pareciam interessantes.
Candace: E daí...
Linda: Você venceu. Tá bom, vou sair pra ajudar seu pai no antiquário. Ah, olha, um pacote pra você.
Candace: Meu Bango-Ru!
Linda: Seu o quê?
Candace: Meu Bango-Ru. São aqueles personagens japoneses adoráveis que estão na moda. São tão bonitinhos. O guitarrista dos Bettys tem um pintado na guitarra. Stacy e eu montamos os nossos na internet.
Linda: Bom, isso não parece ser um código de adolescentes pra alguma coisa que eu possa me preocupar. Tô indo.
Candace: Tchau, mãe. (Ela tira os livros da mesa) Vou ligar pra Stacy!
Stacy: Bango-Ru!!!
Candace: Bango-Ru!!!
Stacy: Acabei de receber meu coelhurso! É um cruzamento de coleho com urso! Entendeu? É a coisa mais linda.
Candace: Eu recebi o meu também. É uma mistura de vaca com sapo. Vou chamar de "Señor Vaapo". Deve ser uma coisinha linda, deve ser... (Candace faz uma pausa, vendo o seu boneco)
Stacy: Candace? Quê que houve?
Candace: Descobri porque vacas e sapos não namoram.
Stacy: Mesmo assim, vamos nos divertir hoje?
Candace: (Suspira) É, pode ser.


(Phineas e Ferb ainda estão brincando com seus lançadores de beisebol no quintal)
Phineas: Tudo bem, Ferb, vamos ver o que esse rapazinho pode fazer. Se afasta! Lá vai! (Phineas lança a bola para o céu) Legal! (A bola atinge uma nave espacial, que começa a cair em direção à Terra) Lá vem ele! (Phineas vê a nave espacial) Ô, Ferb, já sei o que vamos fazer hoje. Salvar a nossa pele! (A nave espacial cai no quintal) Hã, eu acho que a gente ou impediu ou acionou uma invasão alienigena. (O teto da nave se abre, saindo muita fumaça de dentro) Espero que ele não esteja muito zangado, nem com fome.
Alienigena: Meap!
Phineas: Puxa, que bonitinho. Oi, tá tudo bem? Chato o que aconteceu com a sua nave.
Alienigena: Meap!
Phineas: Qual é o seu nome? (Phineas o coloca no chão)
Alienigena: Meap!
Phineas: Oi, Meap! Eu sou Phineas e esse é o Ferb.
Meap: Meap! (Ele tira uma foto de outro alienigena)
Phineas: Quê que é isso? Ei, esse deve ser o seu pai. Não esquenta. Vamos concertar a sua nave e você vai estar com o seu pai logo logo.
Candace: Ô, Ferb, já sei o que vamos fazer hoje, vamos ser flagrados destruindo nossos brinquedos idiotas no quintal.
Phineas: Ah, oi Candace. Não é um brinquedo. É uma espaçonave de um alienigena de verdade.
Candace: Que ótimo! Porque isso não é um celular. É um flagrador intergalático de irmãos que eu vou usar se você não arrumar essa bagunça. Aliás, o que houve com a nave? Por acaso foram vocês que fizeram isso?
Phineas: Não pretendiamos ir ao espaço. Mas se fossemos, aposto que nós teríiamos muita coisa legal pra fazer.
Candace: Olha, não quero mais saber do espaço. Nunca mais! Vou ficar na Terra, onde estou afim de flagrar pessoas que fazem coisas que não tinham que fazer.
(MEAP sai de trás da nave e anda até Candace)
Candace: Hã? Ah, essa é a coisa mais linda que já vi na minha vida. Vocês fizeram um boneco de Bango-Ru?
Phineas: Esse é o Meap.
Meap: Meap!
Candace: Ele fala?
Phineas: Bom, ele fala mais que o Ferb, mas "Meap" é a única coisa que ele fala.
Candace: Então é melhor você e o seu Bango-Ru falante não aparecerem na convenção pra não me humilharem. (Ela se vira e pisa em um lançador de beiseol, fazendo ele lançar uma bola na janela de alguém) ...Isso é strike um.
Phineas: Tudo bem, vamos consertar uma nave alienigena.
Meap: Meap!
Phineas: Por onde quer começar? Ô, Ferb, você viu o Perry?


(Perry coloca seu chapéu e começa a correr bem depressa, até que ele vê Meap)
Meap: Meap!
(Perry grunha)
Meap: Meap!
(Perry grunha)
Meap: Meap!
(Meap sai, e Perry coloca seu chapéu de volta. Ele entra em seu esconderijo através de uma rampa)
(Os braços de Major Monogramas estão brancos, e ele parece estar fazendo mais gestos do que o normal)
Major Monograma: Bom dia, Agente P! Eu me pergunto que importante missão temos pra você hoje. (Ele começa a coçar o nariz) Desculpe, meu nariz não para de coçar. Doofenshmirtz comprou um monte de tapetes, deve estar armando alguma maldade. Porque ele é um homem muito mal... Ele é mal assim. (Monograma levanta os braços para mostrar o quanto Doofenshmirtz é mal. Ele começa a rir) Não posso fazer isso, os braços são do Carl. Tá vendo? (Ele se vira para mostrar ao Agente P) Oh-oh, que engraçado. Sua missão, impeça Doofenshmirtz do que for.


(Phineas e Ferb estão no quintal trabalhando na nave de Meap)
Phineas: Ele tem um sitema quântico de abastecimento frontal. Será que a nova estrutura aguenta? (Ferb faz um sinal de positivo para Phineas) Peraí, vou descer você.
(Ferb é mostrado amarrado em uma tábua que está sendo controlada pela luva de Phineas)
Isabella: Oi meninos, o que tão fazendo?
Phineas: Ah, oi Isabella. Chega aqui que a gente te mostra (Phineas percebe que Ferb ainda está na tábua enquanto acena com a sua mão) Opa, desculpa Ferb. (Ferb sai da tábua meio tonto, mas dá um sinal de positivo) Estamos concertando essa nave que pertence ao nosso novo amigo, Meap. Meap, ele é a coisa mais bonitinha do mundo.
Isabella: Ele é? Tem certeza de que não tem nada nem ninguém mais bonito do que ele?
Phineas: Não, claro que não. (Isabella franze a testa desanimada) Tá bom, veja você mesma... Meap? Meap?


(Stacy está andando em sua bicicleta e encontra Candace)
Stacy: Bango-Ru!!!
Candace: (Desanimada) Bango-Ru!!!
Stacy: (Ela vê Meap, e o confunde com o Bango-Ru de Candace) Oh, Candace! Olha só! Ele é lindo de morrer!
Candace: O quê? Não, é...
Meap: Meap!
Stacy: E ele ainda fala. Como é que você fez isso?
Candace: Ah, bem, Phineas e Ferb fizeram.
Stacy: Ah, eles fizeram isso pra você, legal. Vem, vamos logo pra convenção. (Ela sai pedalando)
Candace: Eu vou logo atrás de você. Hmm. Seu reino de terror chegou ao fim, Señor Vaapo (Ela o joga em uma lixeira e depois sai pedalando. Meap vê Señor Vaapo e dispara um raio mortífero de arco-íris de sua boca, desfigurando Señor Vaapo)
Phineas: Olha só, eu consertei o velho GPS do Ferb, pra criar um aparelho rastreador. Ele gruda na coisa mais bonitinha por perto. Então ele vai nos levar até o Meap. Vamos ver se ele capta algum sinal. (O rastreador apita) Captou alguma coisa.
Isabella: Ah, ele provavelmente me captou.
Phineas: Não, à cinco quilômetros naquela direção. Ferb, você fica aqui e termina a nave, tá? (Ferb saúda Phineas, e bate na própria cabeça com uma chave inglesa) Isabella, quer me ajudar a achar o Meap?
Isabella: (Sarcasticamente) Claro, eu só tenho que pegar o meu adesivo de "Você não saberia o que é bonitinho nem diante do seu nariz".
Phineas: Legal! Vamos.
(Isabella rosna)


(Toda a Empresa do Malvado Doofenshmirtz está coberta de tapetes)
Doofenshmirtz na Maldade Atapetada
(Perry rasteja através dos tapetes de Doofenshmirtz e explode um buraco)
Doofenshmirtz: Ah, Perry o Ornitorrinco, bem a tempo para a sua liçãozinha de eletricidade estática! (Ele aperta um botão e uma mão mecânica esfrega Perry contra o tapete, o fazendo inchar) Parece que esfreguei você do jeitinho errado, hein, gorduchinho verde. (Ele aperta outro botão e a mão mecância dá um peteleco em Perry até uma parede, prendendo-o) Você pode perguntar; Por que o tapete? O que ele vai fazer? O que está acontecendo? Por que ele está listando perguntas que eu posso fazer? Bem, eu acredito que as respostas são mais bem expressas na forma de história do passado.
(Vem um flashback)
Doofenshmirtz: Quando eu era garoto, o cheiro de porco que emanava de mim era tão ruim, porque... (De volta ao esconderijo de Doofenshmirtz) Bem, o motivo não é importante, faz parte de um passado emocionalmente aterrador. Eu não vou entrar em... de qualquer forma, o cheiro de porco era tão ruim (Flashback) que ninguém chegava perto de mim. Então, um dia, armaram um parque na cidade e eu precisava de dinheiro porque, (De volta ao esconderijo) bom, essa é uma outra história também, basicamente meus pais me abandonaram, eu fui criado por jaguatiricas. (2º Flshback) A questão é: eu tinha que arrumar um emprego no parque, mas a única vaga era no Acerte e Molhe, mas não como a pessoa que era molhada, eu era o que eles jogavam pra molhar o cara, o que em de novo é uma outra história. Ok, eu vou resumir esta história. Eu comprei um balão no parque e desenhei uma cara nele, eu borrifei com um spray especial de vida longa que eu criei e dei a ele o nome de Balone. Ele virou o meu melhor amigo no mundo todo, etc etc etc. Aí, num trágico dia, quando eu estava protegendo nosso jardim vestido de gnomo... deixa pra lá, você lembra dessa história. Balone começou a voar para longe. Eu o tentei alcançá-lo para segurar, mas...
Pai de Heinz Doofenshmirtz: Bewege sich nicht! (Não se mova!)
Doofenshmirtz: E nunca mais eu vi Balone. (O flashback termina) Ele ainda está por aí em algum lugar. Não estou ficando louco, não, é que eu borrifei spray de longa duração nele. Ele ainda está por aí. E pretendo trazê-lo de volta pra mim! Sabe, balões são atraídos por eletricidade estática, então eu criei isso. Contemple meu Estático Electro Amplif-Inator! N-n-n-não, fique olhando, fique olhando, olhando, ainda olhando, ainda estamos olhando e corta.


Isabella: La-la-la-la-laaa-la-la-la-la-la-la
Phineas: A interferência da coisa mais bonitinha continua.
Isabella: Sou eu! Eu tô atrapalhando a missão, eu não devia ter vindo.
Phineas: Não, agora já passou. Que será que o Ferb está fazendo?

(Ferb está no quintal reparando a nave de Meap)
(Música: Música Quirky Worky)
Cantor: Suitty-up, Bootty-up, Dit-Dittly-Da, (x3)
Ditty, Ditty-Da, da-da, da-da-da
(O verso é repetido aproximadamente 6 vezes)
(Homem) Bom-bicka, Bom-bicka, Bom-bicka-bicka-bicka
Bom-bicka, Bom-bicka, Bom-bicka-bicka-bicka

(Ferb entra na nave de Meap, e a ativa)
Computador: Obra espacial deletada.
Alienigena: He he. Rastreei você.
(Música: Meus Passeios Siderais)
Quando eu ligo os meus motores, sou uma bala pode crer
De 0 a 60 anos-luz num piscar de um olho de E.T.
Acelerando e balançando na velocidade da luz
Se eu for um pouco mais veloz o tempo vai voltar atrás
Não deixando nada além de um gás
Nos meus passeios siderais
É...
(A nave passa por Buford e Baljeet, tirando todas as roupas, exceto as roupas de baixo)
Buford: Não vamos mais falar sobre isso.
Baljeet: Combinado.

Posso atravessar uma nébula e contornar o sol
Nenhuma estrela brilha tanto quanto o meu farol!
Eu vou cuspindo fogo pra chamar sua atenção
Você vai sacar quando eu riscar a sua dimensão
Eu aposto que você gostou demais
Ferb: Desses meus passeios siderais.

Eu sei que você gostou, baby

Meus passeios siderais
Passeios siderais


(Na convenção de Bango-Ru. Bango-Ru (música))
Seu novo amigo é... Bango-Ru!
Fofo e carequinha... Bango-Ru!
É a bateria... Bango-Ru!
Eu te amo, eu te amo, eu te amo, Bango-Ru!
Stacy: Isso é tão esquisito.
Candace: Um mundo alien, só que mais estranho
Stacy: Ooh! Bolsa de Bango-Ru!
Candace: Não acredito! Deixa eu ver! Deixa eu ver!
Stacy: Olha que graça!
Candace: Ah, eu acho que eu vi essa na revistinha outro dia.
(Meap olha para a foto um alienígena, e vê alguém que se parece com ele, de costas)
Guarda 1: O quê? Ei!
Guarda 2: Peguei! (Ele pega Meap) Crianças irresponsáveis.
Candace: Ah, eu tenho que comprar um Bango-sapato pra combinar com isso!
Guarda 2: Ei, esse boneco aqui é seu, ô mocinha?
Candace: É.
Guarda 2: Nós o encontramos abandonado ali no chão.
Candace: Ah, desculpe.
Guarda 2: Sua irresponsabilidade faz o nosso trabalho de segurança um milhão de vezes mais difícil! Alguém poderia roubar ou tropeçar nele, entendeu?
Guarda 1: Isso mesmo. Ferimentos, processos, propriedade roubada.
Guarda 2: Até morte!
Guarda 1: É, você podia ter me matado.
Guarda 2: A mim também!
Guarda 1: Você tem sorte de estar viva.
Guarda 2: E você tá encrencada.
(Meap dispara seu raio mortífero arco-íris para os guardas, deixando-os só de cueca e meias)


Phineas: O sinal de bonitinho está mais forte.
Isabella: Phineas...?
Phineas: Fala!
Isabella: Por que você acha o Meap tão bonitinho? O que você quer dizer com isso? Bonitinho.
Phineas: Eu não consigo definir. Eu só sei quando o capto com o bonitinhômetro. Embora essa inteferência estranha continue vindo de algum lugar.
(Ferb aparece com a nave espacial)
Phineas: Puxa, que beleza! Ficou muito legal! Isabella e eu estamos rastreando o Meap. Vamos nessa!


Candace: (Andando em sua bicicleta) Não podem me expulsar das convenções de Bango-Ru para sempre. Eu mesma me expulso. (Olhando para Meap) E que tipo de brinquedo é você, afinal?
Phineas: (Em um balão de pensamento) Não é um brinquedo. É uma espaçonave de um alienigena de verdade.
Candace: É isso! Você não é brinquedo! É alienígena de verdade.
(A nave espacial aparece)
Phineas: Candace, você encontrou o Meap.
Candace: Foi mais ele que me encontrou.
Phineas: A nave dele está concertada, ele pode voltar pra família dele.
(Um raio de luz atinge a espaçonave)
Isabella: O que houve?
Phineas: Algum tipo de raio pegou a gente! E tá puxando a gente! Talvez sejam as autoridades espaciais. Fizemos alguma coisa errada?
Ferb: Agora me ocorreu que talvez nem todas as modificações que eu fiz sejam "tecnicamente legais".
Candace: O que tá havendo? Peraí! Voltem aqui! (Para Meap) Quem fez isso? (Meap puxa a foto de um alienígena) Esse é seu pai? Mas por que...
(Meap tira outra foto revelando que é uma foto da polícia)
Meap: Meap!
Candace: Ah, não é seu pai? Foto da polícia? Ai não! Phineas e Ferb foram abduzidos por um mega criminoso intergalático!
Meap: (Triste) Meap.

Parte 2Editar

Isabella: Pra onde ele tá levando a gente?
Phineas: Olha! Ele tá indo pra aquela nuvenzinha!
Ferb: Não é uma nuvem. É uma estação espacial.
Phineas: Eu tô com um bom pressentimento em relação à isso!
(A nave entra na estação espacial)
Alienígena: Há! Pensou que fosse esperto disfarçando sua nave, mas eu peguei você agora... seja lá você... quem for.
(A escotilha da nave se abre, revelando Phineas, Ferb e Isabella)
Phineas: Ih, olha só, é o pai do Meap.
Alienígena: Peraí, o que é que tá acontecendo aqui? Alguma brincadeira?
Phineas: Eu sou o Phineas, essa é a Isabella, e esse é o Ferb.
Isabella: Qual o seu nome?
Alienigena: Eu sou conhecido por muitos nomes por todo o universo, dois principalmente: Mitch, e algumas pessoas me chamam de Grande Mitch. Mudando de assunto, onde arrumaram essa nave?
Phineas: É a nave do Meap?
Mitch: Meap?
Phineas: É.
Mitch: É "desse" tamanho, olhos grandes...?
Phineas: Enormes!
Mitch: Mais ou menos assim?
(Mitch mostra um calendário com Meap sobre ele, vandalizado com dentes salientes, óculos e um balão de fala dizendo: "Eu cheiro mal")
Isabella: É o Meap!
Phineas: Esse é o Meap!
Mitch: Esse é o meu inimigo mortal.
Phineas: É mesmo? Mas ele tem cara de bonzinho.
Mitch: E ele é. Eu é que não sou. Vejam, eu roubo criaturas raras de seus mundos, e aprisiono todas aqui na minha nave. Eu sou... Phineas: Guardião do zoológico.
Mitch: Não, isso até soa bem. Mas eu sou...
Isabella: Caçador ilegal!
Mitch: Isso! Caçador ilegal.
Isabella: Isso é errado! Esses pobrezinhos não deviam estar trancados aqui.
Phineas: É, elas devem ser levadas para os seus mundos e libertadas.
Mitch: Ah é? Talvez eu deva trancar vocês três aqui também.
Phineas: Não, tudo bem. Tem taco no jantar lá em casa.


(Candace está no quintal, conversando com Meap)
Candace: Oi, mãe. Phineas e Ferb foram abduzidos por um alienígena vil, e eu estou aqui com outro alienígena, que não é filho dele... O que você acha disso? (Meap pisca) Eu concordo. Doideeeira! O que a gente vai fazer? (Meap vai embora, e volta com um dos lançadores de beisebol de Phineas e Ferb) Jogar? Hum, se acha que vai ajudar. (Meap começa a tirar algumas fotos, em uma tentativa de explicar o seu plano para Candace) Phineas e Ferb. Seu pai. Não, tá não é seu pai. É um bandido. Peraí, onde você guarda todas essas fotos?
Meap: Meap! (Ele faz um sinal à Candace para se concentrar)
Candace: Tá, concentrar. Estão numa nave espacial gigante. Mas como a gente vai lá pra salvá-los? (Meap pega o lançador de beisebol, e atira uma bola para o céu) O quê? Ah! Já entendi. Hã. Você tá tentando me dizer alguma coisa. O que é?


(Na Empresa do Malvado Doofenshmirtz., Doofenshmirtz está se vestindo atrás de um biombo)
Doofenshmirtz: Você sabia que quando anda de meias esfregando elas no tapete, você provoca um pequeno choque estático? (Ele sai de trás do biombo) Veja o novo uniforme de pura maldade! Eu chamo de traje-choque-chocante.


(Na nave espacial de Mitch)
Phineas: Ih, legal!
Mitch: Querem ficar quietinhos aí? Vocês não entenderam? Vocês são meus prisioneiros. Vocês deviam ter medo de mim! (Ele volta a olhar para o seu monitor, mostrando Meap vindo em sua direção) Assim como a mariposa tem medo do fogo.

(Candace está andando de bicicleta em direção a nave espacial de Mitch, que está sendo mantida no alto pelas bolas de beisebol flutuantes que Phineas e Ferb fizeram)
Candace: Ai! Eu tenho a situação totalmente sob controle.

Mitch: (Ainda olhando para o seu monitor) Vocês podem ser úteis pra mim. Ei! Não, não, não! Não entrem aí. (Phineas, Ferb, e Isabella saem por uma porta) Vocês vão sujar de pueira o corredor. Ai! Ah, eu cuido de vocês depois.

(Candace e Meap estão dentro da nave espacial de Mitch)
Candace: Cara, olha só esse lugar. Já sei como encontrá-los. Sempre estão onde tem diversão.
(Phineas, Ferb e Isabella montam em um alienígena na água)
Phineas: É!
Isabella: Uhu!
Candace: Não disse? Ok, eu vou entrar e pegá-los. Você fique aqui. Isso pode ser muito perigoso.
(Candace entra para encontrar Phineas e Ferb, e Meap corre para outra parte da nave espacial)
Candace: Cara, que legal!
(Phineas, Ferb, Isabella e Candace se divertem brincando com os alienígenas)

(Meap entra em um outro lugar da nave, e encontra Mitch)
Mitch: Nos encontramos de novo.
Meap: Meap!
Mitch: Eu concordo, acabou aqui. Ah sim, a propósito, eu falei com seus amiguinhos, e só para esclarecer, eu não sou o seu pai.


(Voltando para a Empresa do Malvado Doofenshmirtz)
Doofenshmirtz: Muito bem, eu já estou quase pronto de carregar a roupa traje-choque-chocante. Sabe, esse é o lado técnico que eu acho que as pessoas não apreciam muito. Pronto! Agora veja como todos os balões de toda a Área dos Três Estados são tirados das mãos das crianças, palhaços, e das crianças-palhaço. Hahahaha. (Ele se conecta com o Estático Electro Amplif-Inator tirando os balões da crianças, palhaços e crianças-palhaço, enchendo a E.M.D.) Puxa, que monte de balões. (A imensa carga estática puxa Doofenshmirtz e Perry para os balões, então, a força dos balões arrancam o Estático Electro Amplif-Inator da E.M.D. e o levanta para as nuvens)
Doofenshmirtz: Sabe, no projeto, essa era uma das possibilidades.


(Voltando à nave espacial de Mitch, Meap está pronto para atacar Mitch)
Meap: Meap!
Mitch: Ah é?
(Doofenshmirtz de repente rompe o piso da nave espacial de Mitch)
Doofenshmirtz: Ah, puxa, o quê... (Olhando para Mitch) Ah, olá!
Mitch: Estamos colocando as cartas na mesa, se nos der licença.
Doofenshmirtz: Ah, eu... eu já entendi. Confronto de inimigos, hein? Tá. Parece sério. Um daqueles papos tipo "termina aqui. ouviu bem?". Eu sei, não tem graça. Tá ok, não ligue pra mim, eu só estou de passagem, como dizem.
(Lá fora, Perry atira seu gancho na nave espacial e se desprende dos balões)
Doofenshmirtz: Podem continuar, e me ignorem. Eu já estou saindo. (Ele abre uma porta)
Mitch: Não entra aí! Aí é o quarto do...
Doofenshmirtz: Ah, é você. Balone.
Mitch: Essa é a criatura mais singular da minha coleção. Colin. Meu melhor amigo.
Doofenshmirtz: O quê?! Esse é o Balone, meu melhor amigo.
Mitch: Não, eu encontrei Colin flutuando completamente sozinho no espaço.
Doofenshmirtz: Fui eu quem desenhou a cara dele! Olha, olha, eu até assinei.
Mitch: Isso é marca de nascença.
Doofenshmirtz: Marca de nascença! É um balão, seu idiota! "Colin". Vem cá, Balone, vamos embora.
(Balone permanece flutuando no lugar)
Doofenshmirtz: Ba-Balone?
Mitch: Há. Viu? Colin é meu melhor amigo.
Doofenshmirtz: Você mudou, Balone. E eu que pensei que você merecia pertencer à minha história. Você me causa nojo! É, eu nem preciso mais de você. Eu tenho um melhor amigo ainda melhor. Inclusive ele é um bom ouvinte, ele até tolerava a minha ladainha quando eu ficava falando de você. Há! (Perry finalmente sobe na nave espacial) Está claro pra mim agora que meu verdadeiro melhor amigo é Perry o Ornito-- Aah! (Perry dá um soco em Doofenshmirtz e o derruba para fora do grande buraco no fundo da nave) Alô-ô? Eu estou numa queda mortal! (Perry pula pra fora para ir ajudá-lo)
(Mitch pressiona um botão, fazendo uma jaula cair sobre Meap)
Mitch: Oh, isso foi fácil demais!
(Phineas, Ferb, e Isabella saem depois de brincarem com os alienígenas)
Isabella: Isso foi incrível.
Phineas: Eu sabia que havia coisas legais pra fazer no espaço.
(Eles olham para robôs flutuantes que os rodeiam)
Phineas: Hã.
Isabella: O que eles são?
Phineas: Eu não sei. (Para um robô) Oi. (O robô atira um laser em Phineas) Tudo bem?
(Os robôs de repente são atingidos com bolas de beisebol, destruindo-os)
Candace: (Segurando um lançador de beisebol) Strike três. Estão fora.
Phineas: Valeu! O que aconteceu com o strike dois?
Candace: Hã... cadê o Meap? Eu mandei ele esperar bem aqui.
Phineas: Hmm, não tô conseguindo captar o sinal de bonitinho dele.
Isabella: Phineas, como você não vai concluir isso sozinho, eu acho que eu sou a causadora da interferência do sinal bonitinho.
Phineas: Não seja boba, Isabella. Eu considerei a sua bonitinheza e ajustei o bonitinhômetro apropriadamente desde o início. Olha o que acontece se eu mudar de volta para o normal. (O bonitinhômetro sobrecarrega, devido a um sinal excessivamente forte de fofura de Isabella) Opa, foi demais pra encontrar o Meap.
Isabella: Você acha que ele tá bem?
Mitch: Não! Não, não acho.
Phineas: Oi, Mitch.
Meap: Meap!
Candace: Fique longe dele, Mitch!
(Mitch ri maldosamente, e envia mais robôs para cercar a turma)
Mitch: Criançinha tola, só agora você entendeu que é grave a sua situação.
(Candace começa a manipular uma bola para a jaula de Meap)
Mitch: (Faz voz alta e estridente) "Oi, Mitch" "Olha quanta coisa legal, Mitch!" "Blá, blá, blá, Mitch!"
Phineas: Ha. Ele imitou o seu jeito, Ferb?
Mitch: Silêncio. E eu quis dizer sério. Silêncio mesmo. Vocês ainda não entenderam, vocês estão presos na minha nave para sempre! Como animais numa jaula. Entenderam? Eu venci, vocês perderam!
Candace: (Depois de abir a jaula de Meap com a bola de beisebol) Vai, se esconde.
(Meap sai e atira o seu raio mortífero arco-íris nos robôs, destruindo-os)
Candace: Hã?
(Meap começa a lutar com Mitch)
Isabella: Puxa!
(Meap continua a lutar com Mitch)
Candace: Eu... não tô crendo.
(Meap termina de lutar com Mitch e amarra suas mãos atrás das costas)
Mitch: Ai, tá bom, tá bom, eu me rendo, eu me rendo. Você pode parar de se comportar do jeito oposto ou como você se apresenta superficialmente. Já entendemos. Epa! Fique longe do meu bigode tradutor universal. Ai! MEAP!
Meap: Meap! (Ele coloca o bigode tradutor) Crianças, obrigado por me ajudarem a derrotar esse vilão desalmado. Vejam, eu sou um agente de segurança intergalático que percorre o universo, detendo pessoas que fazem coisas que não devem.
Candace: Você é a minha versão galática.
Meap: Exato! Eu fico feliz não só por ter feito amigos verdadeiros como também por encontrar espíritos semelhantes.
Candace: Eu achei que ele era uma criatura indefesa. Aprendi de novo a não julgar um livro pela capa.
(Outro alienígena entra na sala)
Candace: (Gritando) Ah! Um monstro alienígena! Pra nave!
Meap: Ah, na verdade essa é a minha sogrinha. Bom, ela, hã, ela tem razão. Vamos dar o fora daqui!

Créditos FinaisEditar

(Um grande objeto de metal quase esmaga Phineas, Ferb, e Meap)
Mitch: Você não é um pouco jovem para salvar o universo?
Phineas: Sou, sim eu sou.
Major Monograma: Quero o seu chapéu na minha mesa!
(Perry joga sua cadeira na tela de Major Monograma)
Doofenshmirtz: Balone!
Mitch: Colin!
Candace: O quê? O Jeremy vai estar lá?
Narrador: As Crônicas de Meap, Episódio 40.
Meap: Meap!
Narrador: Meap em Seattle.
Naquele mundo, havia felicidade?

[Logo em seguida, os logos de 'Walt Disney Television Animation' e 'Disney Channel Original' aparecem]

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Também no FANDOM

Wiki aleatória